SUA CIDADE

GERA RENDA

OU LIXO?

PROTEGENDO

O MEIO

AMBIENTE

APRENDENDO

A SEPARAR

CORRETAMENTE

O lixo reciclável que você separa pode virar renda, cidadania e desenvolvimento para muita gente. Para isso, é fundamental que as cidades contratem cooperativas de catadoras/es para realizar a coleta de materiais recicláveis. Dessa forma, a cidade promove o desenvolvimento social e econômico, combate o desemprego e a desigualdade e garante renda, cidadania, educação e saúde para centenas de famílias.

A quantidade de lixo que produzimos vem aumentando muito nos últimos anos. A reciclagem contribui para que esses materiais não sejam depositados em lixões ou aterros, e diminui a poluição de rios, matas, do solo, e do ar. Além disso, reciclar significa que muitos materiais podem ser reaproveitados na indústria, e assim há menor necessidade de extrair recursos naturais. Tudo isso reduz o impacto ambiental da geração de lixo.

Para que a reciclagem possa trazer todos esses benefícios sociais, ambientais e econômicos, é preciso que a separação seja feita de forma correta. Separar resíduos orgânicos e recicláveis é o básico. Mas também é essencial lavar materiais recicláveis sujos antes de descartar, não jogar embalagens recicláveis com restos de comida dentro, não amassar papéis antes de descartar e embalar vidros quebrados.

APRENDENDO A SEPARAR

Lixo reciclável

 

Vidro, papel, metal, plástico.. Você já sabe que tudo isso é reciclável. Mas, para que esses resíduos possam ser totalmente aproveitados, alguns cuidados devem ser tomados.

A separação correta dos Materiais Recicláveis, além de promover a inclusão social por meio da geração de trabalho e renda para as catadoras e catadores, garantindo-lhes condições dignas de vida, contribui com a saúde ambiental e humana das cidades. Mas para isso precisamos da sua participação. 

Veja abaixo algumas dicas de separação e vamos separar sem parar!

 

Recipiente separado e saco azul ou transparente

A primeira regra da separação é: tenha sempre em casa e no trabalho um recipiente (lata, balde, caixa, lixeira, etc.) somente para os materiais recicláveis, com o saco azul ou transparente.

VIDRO

O vidro é 100% reciclável! As novas garrafas feitas com vidro reciclado têm a mesma qualidade e durabilidade que as originais. Para reciclar, esvazie a garrafa e limpe os resíduos restantes. Caso esteja muito sujo ou engordurado, lave e deixe secar. Deposite com o material reciclável. Não se esqueça: se o vidro estiver quebrado, embale muito bem com papel resistente ou papelão para não machucar ninguém, ou - melhor ainda - corte uma garrafa PET, coloque o vidro quebrado dentro e feche com fita durex.

PAPEL

Deposite no recipiente para material reciclável somente papel limpo e seco. O papel pode absorver materiais contaminantes como óleos, gorduras e produtos químicos e, quando contaminado, ele não pode ser reciclado. Por isso, separe revistas, jornais, caixas, embalagens, etc e deixe-os longe de materiais que possam contaminá-lo. Não misture guardanapos usados, fraldas ou papel higiênico (lembre-se: As catadoras e catadores irão manusear esses materiais). Ah, e nunca amasse o papel antes de jogar. Além de facilitar a reciclagem, ocupa menos espaço na lixeira.

AÇO E ALUMÍNIO

Quando jogados no meio ambiente, viram uma tragédia que leva anos para se decompor. Quando depositados no lixo reciclável, tanto o aço quanto o alumínio são materiais que podem ser reutilizados infinitamente sem perder sua qualidade, sendo o aço altamente relevante para a indústria siderúrgica. Para reciclar, retire todos os restos orgânicos das latas e embalagens, e, se ainda estiver muito sujo, lave-as e deixe secar. Deposite no lixo reciclável.

 

PLÁSTICO

O plástico reciclado pode dar origem a dezenas de novos objetos, como tapetes, tecidos, vassouras, frascos, envelopes, tubos, caixas, cabos e diversas embalagens novas. Garrafas PET são especialmente importantes, pois sua reciclagem consome menos de 1% da energia necessária para produzir a resina virgem. Para reciclar, retire todos os restos de comida de dentro das embalagens plásticas e deposite-os no lixo orgânico. Lave as embalagens se necessário, seque e deposite no lixo reciclável.

ISOPOR

O EPS do isopor é totalmente reciclável. Basta fazer o mesmo que com outras embalagens: retire todos os restos de comida e jogue-os no lixo orgânico. Se necessário, lave a embalagem e deixe secar. Deposite no lixo reciclável.

POTES DE PRODUTOS DE LIMPEZA

Produtos de limpeza podem ser altamente contaminantes para o meio ambiente e para outros resíduos recicláveis. Esvazie o pote, lave os restos de produtos e feche muito bem com a tampa original. Deposite no lixo de materiais recicláveis. Nas suas próximas compras, sempre que possível opte por adquirir produtos biodegradáveis e ecológicos.

FRASCOS DE CREME DENTAL E XAMPU

Esqueça essa velha mania de jogar tubos vazios junto com o lixinho de papel higiênico. Papel higiênico usado não é reciclável, mas tubos e frascos de plástico são! Esvazie bem os tubos, lave e deixe secar. Deposite no lixo reciclável.

POTES DE LATICÍNIOS (IOGURTE, MANTEIGA)

A gordura gerada pelos laticínios dificulta muito ou até mesmo impede a reciclagem, então é importante retirar bem os resíduos e, se necessário, lavar a embalagem com um pouco de detergente e deixar secar. Deposite no lixo reciclável.

 

CAPSULAS DE CAFÉ

Abra a cápsula e separe cada material: o café vai para o lixo orgânico, já o plástico e o alumínio devem ser lavados, secos e vão para o lixo reciclável. As cápsulas também podem ser levadas a postos de coleta. Alguns fabricantes presentes no Brasil recebem esses materiais e possuem unidades para sua reciclagem.

ÓLEO DE COZINHA

O óleo de cozinha sempre causa dúvidas, mas é muito fácil descartar ele sem gerar danos para a natureza. pegue uma garrafa PET vazia e vá depositando o óleo usado dentro. Quando estiver cheia, tampe bem e coloque junto com os materiais recicláveis.

LIXO ELETRÔNICO

Embrulhe bem para não quebrar tubos, placas e telas. Coloque junto com os materiais recicláveis.

LATAS DE AEROSOL

Esgote todo o produto, tampe bem e deposite junto com os demais materiais recicláveis.

Nunca coloque juntos dos materiais recicláveis remédios, lâmpadas, maquiagem, esmaltes, pilhas, baterias, agulhas, seringas ou embalagens de agrotóxicos. Veja abaixo como descartar esses materiais.

 

outros materiais

 

Se você precisa jogar fora algum material que não seja resíduo orgânico (restos de alimentos, cascas de frutas, etc.) ou que não está na lista acima, ele provavelmente deve ser destinado a um local específico para coleta. Confira abaixo os materiais que mais geram dúvidas na hora da separação. Se o material que você quer descartar não está na lista, entre em contato que podemos te ajudar.

LÂMPADAS

As lâmpadas não devem ser jogadas junto com demais materiais recicláveis. Separe-as e, caso estejam quebradas, embale muito bem para não machucar ninguém. Encaminhe para um posto de coleta – alguns supermercados e lojas de materiais de construção recebem estes materiais.

 

PILHAS E BATERIAS

Jamais descarte junto com outros materiais! São altamente tóxicas e poluentes, contendo metais pesados prejudiciais à saúde e ao meio ambiente. Separe as pilhas e baterias de outros materiais e evite contato com umidade, que pode causar vazamentos. Leve a postos de coleta especializados – normalmente localizados em supermercados ou terminais de ônibus. Já existem leis que obrigam os fabricantes a recolherem pilhas e baterias, então você também pode entrar em contato direto com o fabricante para coleta. 

REMÉDIOS

Remédios não podem ser descartados junto com o lixo comum nem com o lixo reciclável, pois podem liberar produtos químicos contaminantes. Apenas as embalagens que não tiveram contato com o remédio (caixa, bula) podem ser depositadas no lixo reciclável. As cartelas e outros materiais que tiveram contato com os remédios devem ser encaminhadas, junto com os remédios, para postos de coleta específicos, normalmente localizados em farmácias, postos de saúde e supermercados.

AGULHAS E SERINGAS

Jamais descarte junto com outros materiais! Além de poluentes para o meio ambiente, você pode machucar gravemente alguém. Separe e leve para pontos de coleta especializados, normalmente localizados em farmácias e postos de saúde.

 

MAQUIAGENS E ESMALTES

Jamais despeje maquiagens e esmaltes junto com o lixo comum, muito menos na pia ou no vaso sanitário! Eles podem ser altamente contaminantes para a água e a terra. No caso de esmalte, despeje o resto em um papel. Jogue um pouco de acetona dentro do vidro e agite o interior para retirar todos os restos. Deposite tudo em um papel absorvente e deixe secar. Esse papel seco pode ser descartado no lixo comum. Deposite os potes limpos no lixo reciclável. Já no caso de maquiagens, se não estiverem vencidas opte por doar. Quando vencidas, entre em contato com o fabricante para coleta. Nas suas próximas compras, sempre que possível opte por adquirir produtos biodegradáveis e ecológicos.

ROUPAS

Essa não vai para o lixo! Roupas podem ser doadas para entidades beneficentes, igrejas, hospitais filantrópicos, Prefeituras e campanhas. Também podem reaproveitadas como panos de limpeza, ou mesmo doadas para serem transformadas em outros materiais através de artesanato, costura, etc.

© 2019 por Instituto Lixo e Cidadania. Todos os direitos reservados